Consultoria Comercial Curitiba – Affare Fatto

Vender mais com um monte de leads, likes, compartilhamentos, corações e gatinhos nas redes sociais.

as 5 promessas erradas das agências de publicidade.

Técnicas de vendas - Gerardo

as 5 promessas erradas das agências de publicidade.

Você é  aquele cliente de agência que reclama pela falta de resultados. Talvez você tenha ter alguma razão. Vou explicar porquê e também vou explicar  como pode vender mais… sem falsas promessas.

Amigo da agência, precisamos e contamos com você, mas precisa evoluir.

As agências de publicidade no Brasil declaram 5 grandes promessas. Elas prometem resultados de vendas:

  • “Comunicando a existência”;
  • Usando a comunicação criativa;
  • “Viralizando”;
  • Emocionando as pessoas;
  • Gerando likes e compartilhamentos.

Agora vai entender porque são promessas erradas.

Vender mais “comunicando que existimos”

Passou o tempo em que “comunicar que existimos” podia ser o escopo da comunicação. Por que?

Alguns anos atrás, quando “tudo faltava”, em outras palavras, quando a concorrência era quantitativamente inexistente, era suficiente falar:

“Olá! Produzimos canetas!” 

Carro, megafone e vai gritando:

“Olha a caneta! Pode vir comprar.”

O mundo precisava escrever e o sucesso era garantido.

Poucas pizzarias, poucas lojas de materiais de escritórios, poucos contadores, poucas agências de publicidade, pouco de tudo. Esta era a realidade.

Em um mercado “vazio”, comunicar a existência era suficiente. Não é pré-história, no Brasil é história recente.

“Existimos, vendemos este produto e estamos na rua tal.”

Muitas vezes nem isso precisava fazer. Indicações e boca a boca eram suficientes. Hoje não e os clientes são muito mais conscientes do que precisam.

O sentimento que a propaganda não funciona, independentemente do meio utilizado, é crescente e motivado.

“Se comunico que existo, algum interessado vai aparecer!”.

Hoje é evidentemente errado, pois existem infinitos “produtores de canetas” que comunicam com facilidade: “eu existo”.

Vender mais com a comunicação criativa.

A extrema dificuldade (devida ao desconhecimento do brand positioning) de gerar vendas através da comunicação das ideias distintivas, faz com que a “comunicação criativa” seja “monopólio” do mercado da comunicação. A minha definição de comunicação criativa:

“Além de comunicar que existo, agrego à comunicação, ursos polares coloridos dançando felizes na praia e falando coisas emocionantes.”

O urso polar não motiva ninguém a comprar e não muda os costumes de compra. Não é um urso, ou um “efeito especial” no website, que vai fazer o cliente mudar de agência ou escolher um fornecedor.

É errado chamar a atenção desta forma.

Pense comigo:

“Eu existo, estou aqui e trabalho com isso. Sim, como todos os demais. Mas olha como é criativa a minha propaganda.”

É compartilhável o feito que isso não funciona. A criatividade não é uma arma para vender mais, mas somente uma forma de camuflar o feito que não estamos fornecendo bons motivos para o cliente comprar de nós.

Vender mais “viralizando”

“Se o vídeo viralizar, ficaremos famosos!”

As variáveis para viralizar, são incontroláveis. Passar a vida inteira tentando viralizar, não é uma boa estratégia!

Mas se, por uma série de coincidências incontroláveis, alcançou o objetivo de comunicar para mais pessoas “que existe”!

Volto ao primeiro tópico e pergunto: quanto é importante hoje comunicar que existo?

O mito de viralizar é duro na queda porque estimula o ego. Mas você sabe que a palavra EGO não é um sinônimo da palavra FATURAMENTO.

De novo, o problema é que o prospect não tem motivos para comprar de você.

Vender mais emocionando as pessoas

“Todos vendemos a mesma coisa. Não consigo diferenciar o meu produto/serviço então o importante é comunicar algo chocante, revolucionário, engraçado e comovente e, com isso, chamar muito a atenção.”

Esta tese, que sustenta o “marketing emotivo”, não me parece muito perspicaz. A base que sustenta a tese é a seguinte:

“Ao conseguir divertir ou comover muito, teremos como recompensa o prêmio de sermos os escolhidos pelo cliente. Comprarão de nós em lugar do que da concorrência!”

Soa esquisito para você também?

Vender mais gerando likes, compartilhamentos, corações e gatinhos nas redes sociais.

Esta é a mais fácil, nem vou comentar.

 

Conclusão

Com a premissa que este breve e-mail serviu para refletir sobre a inutilidade das 5 promessas das agências, podemos agora definir corretamente o papel do marketing:

Explicar para o cliente porque deveria comprar de mim, em lugar do que de qualquer um dos meus concorrentes, ou em lugar de não fazer nada.

Fim.

O que esperar se as próprias agências comunicam o vazio: “a nossa agência é mais criativa, emocionante, colocamos você no topo, temos foco no seu resultado, fazemos você aparecer e tornamos a sua empresa incrível e relevante.”

Se fosse fácil como parece já o estaria fazendo, mas deve começar a facilitar a sua vida, as sua vendas e o seu atendimento, comunicando as suas ideias distintiva, identificando o seu brand positionig eficaz.

Um grande abraço!

Gerardo.

p.s.: veja como implementar um método eficaz de comunicação e prospecção, clique aqui.

MÉTODO AFFARE FATTO

1

Neutralizamos a maioria dos seus concorrentes

2

Colocamos você na frente do seu cliente potencial

3

Deixamos você pronto para fechar as vendas